Campanha Vacina SUAS Bahia

Campanha Vacina SUAS Bahia


Trabalhadores/as do SUAS Bahia fazem paralisação por vacina

 

Campanha Vacina SUAS Bahia

Trabalhadores/as do SUAS Bahia fazem paralisação por vacina

 

 

15 de junho de 2021

A presidenta do Coegemas Bahia, Ediana Dourado, convocou gestores, trabalhadores e militantes do SUAS para a Campanha Vacina SUAS Bahia, marcada por 8 dias de ativismo, de 08 a 15 de junho, em favor da inclusão dos/as trabalhadores/as do SUAS no Plano Estadual de Imunização da Bahia, com DIA D de paralisação dos serviços neste dia 15 de junho.

Segundo Dourado, a iniciativa exige respeito e reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela Assistência Social, na linha de frente do enfrentamento à Covid-19, desde o início da pandemia. E pediu para que a CIB SAÚDE, inclua a pauta na discussão.

Presidente do Congemas, Elias Oliveira, expressou apoio do Colegiado Nacional e ressaltou a importância da imunização dos trabalhadores/as que atuam no SUAS para que eles possam, “na sua atividade essencial e fundamental para a proteção social, estar seguros para ampliar a sua capacidade de ofertar proteção a essa população que neste momento chega aos nossos serviços.”.

Durante a última semana, municípios e autoridades da Bahia aderiram às mobilizações e produziram vídeos, cartazes e folhetos, divulgados nas redes sociais do Coegemas/BA, muitos compartilhados nos stories do Congemas.

Para o Dia "D" da Campanha Vacina SUAS Bahia, em defesa da priorização da imunização d@s trabalhador@s que atuam no SUAS, veja as orientações do COEGEMAS/BA:

  • Parar todos os serviços;
  • Confeccionar faixas, cartazes, panfletos e afixar na fachada dos serviços socioassistenciais;
  • Utilizar as redes sociais para publicação e marcar o COEGEMAS-BA, e as autoridades do Estado da Bahia;
  • Organizar ações territoriais;
  • Utilizar Rádios e TVs locais para divulgar a paralização e a luta!

A recomendação é usar a criatividade e dar voz ao movimento!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Danielle Cantanhede