Presidente do Congemas apresenta Palestra Magna em Encontro de gestores/as no RJ

Presidente do Congemas apresenta Palestra Magna em Encontro de gestores/as no RJ


Presidente do Congemas apresenta Palestra Magna em Encontro Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro

 
Presidente do Congemas apresenta Palestra Magna em Encontro Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro
 
 
 
25 de março de 2022
 
O  Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro (Coegemas/RJ), promoveu nesta sexta-feira (25), o Encontro Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro, de forma presencial, no Centro de Convenções SulAmérica- Cidade Nova - Centro/RJ, com o tema “O FUTURO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: COMPROMISSOS DOS GOVERNOS NA SUPERAÇÃO DA FOME E DAS DESPROTEÇÕES SOCIAIS”.
 
O presidente do Congemas, Elias Oliveira, foi um dos convidados e fez apresentação de Palestra Magna sobre "O balanço do SUAS no Brasil: impacto da crise, fome e desigualdades”.
Durante a palestra, o presidente apontou elementos importantes para reafirmar a defesa da Política de Assistência Social: destacou a trajetória de cortes públicos; do desfinanciamento do orçamento do SUAS; os retrocessos apresentados por ações e alterações de programas que tendem a concorrer com atendimentos estratégicos da rede socioassistencial e trazem de volta ao cenário o conceito de caridade em detrimento à garantia de direitos dos indivíduos em vulnerabilidade social; e da mobilização necessária para levar à votação a PEC do SUAS (383/2017), em abril. “Nós construímos uma política pública com base na Constituição de 88, como um direito da Cidadania. Tiramos essa política do campo da benevolência, da caridade, da relação do mando e da obediência”, ressaltou.
 
Para Oliveira, o futuro pede que observemos os projetos políticos que estarão em disputa nos estados brasileiros, como os mesmos irão incorporar assistência social na agenda pública e política na gestão dos/as candidatos/as.
 

Para Laura Carneiro, vice-presidenta do Coegemas/RJ e secretária municipal de Assistência Social do Rio de Janeiro, as gestões municipais precisam continuar a denunciar a precarização do SUAS nos municípios fluminenses e confrontar sua politização. “A gente não pode se acostumar com a politização dos serviços, da assistência social. Não é só porque a gente quer a garantia legal, não é só porque a gente tem a luta de muitos e muitos para a construção da LOAS e depois do SUAS, mas, especialmente, porque essa é a nossa responsabilidade como gestores/as.", afirmou a anfitriã do evento.

 
OFICINAS
 

Na parte da tarde foram ofertadas 3 oficinas, onde foram discutidos temas como: 1. Desfinanciamento, subfinanciamento e os impactos da Emenda Constitucional nº 95/19 - Parcerias globais e nacionais para ampliar direitos e proteção social nas cidades; 2. Os impactos da pandemia na ampliação das desproteções sociais - Emergências, Calamidades e Catástrofes: o lugar da Assistência Social; 3. Fluxos migratórios e proteção social no estado brasileiro - A relação do SUAS com o Sistema de Garantia de Direitos e demais políticas.

O evento contou com transmissão ao vivo e está disponível no Youtube, canal Encontro Estadual do COEGEMAS Rio 2022.
 
 
Confira os links: